Loading...

ANÁLISE CRÍTICA DA PROBLEMÁTICA E PROPOSTAS DE TRABALHO

Como encontrar os consumidores de vinhos portugueses

Neste capítulo aponto as minhas conclusões sobre as questões que fui levantando na dissertação.

Para que haja uma verdadeira valorização dos vinhos portugueses é necessário encontrar os consumidores que reconhecem o valor do produto que estão a consumir. Os portugueses que encontramos um pouco por todo o mundo são esses consumidores, ditos embaixadores de vinhos. Eles representam uma oportunidade para os produtos portugueses nos mercados internacionais. O elevado nível socioeconómico que alguns possuem, faz deles os consumidores ideais dos produtos dos seus países de origem. Neste sentido, podemos afirmar que os portugueses emigrados desempenham um importante papel no que concerne a dar a conhecer os produtos da sua nacionalidade nos países onde vivem. No caso concreto dos vinhos, o parecer de um amigo é o fator que mais influencia a opinião. A forte emigração afigura-se assim como uma mais-valia na conquista dos mercados internacionais para os vinhos portugueses.

Num mercado cada vez mais global o potencial do comércio de vinhos é quase infinito. Mas essa globalização coloca também um desafio ao produtor: observar os movimentos de migração para poder responder à procura destes consumidores nos seus novos destinos. Igualmente importante é a colocação do vinho nos restaurantes de gastronomia portuguesa, a título do que se faz nos restaurantes típicos italianos que fomentam o consumo dos seus vinhos em todo o mundo.

Depois de um posicionamento mais forte junto das comunidades portuguesas emigradas, e do fortalecimento das relações comerciais históricas com as antigas colónias, outros mercados irão procurar os vinhos portugueses, seguindo a tendência de mercado.

A comunicação dos vinhos nacionais junto de diversos públicos-alvo através de diversas plataformas é também um dos desafios a superar para a afirmação dos vinhos a nível internacional.

« Capítulo Anterior Próxima Secção »